Dicas para emagrecer

Como e quando escolher o suplemento ideal para cada idade

 

Ingerida nas doses corretas, a suplementação pode ser uma boa aliada para o desenvolvimento e proteção do seu corpo

Ao longo do tempo, com as transformações em cada fase da vida, é normal que nosso corpo aumente ou diminua a necessidade de determinadas vitaminas e sais minerais para manter tudo funcionando de forma saudável. Contudo, nem sempre só as mudanças na alimentação são suficientes para suprir essa carência e, por isso, independente da idade, muitas vezes é recomendado o uso de suplementos alimentares.

A especialização na área da nutrição responsável por esses casos é a chamada nutrição funcional. Essa modalidade, ao invés de limitar dietas às comidas popularmente conhecidas como saudáveis, tem como objetivo analisar os sintomas e características de cada paciente, relacionando esses sinais à carência ou excesso de nutrientes e corrigindo esses desequilíbrios nutricionais.

Dependendo da situação, esse déficit ou sobrecarga no sistema imunológico pode desencadear alguns sintomas como o cansaço excessivo, queda dos cabelos e unhas fracas; ou doenças crônicas como a obesidade, depressão, artrite, síndrome do pânico, diabetes, osteoporose, distúrbios de comportamento e hiperatividade infantil, entre outras.

Na infância e adolescência

A suplementação para crianças e adolescentes geralmente são indicados em circunstâncias específicas, a partir do primeiro ano de idade. Podem prevenir deficiências no crescimento e desenvolvimento, e equilibrar a alimentação para que o sistema imunológico não seja afetado.

Já a adolescência merece uma atenção maior dos pais. É nessa fase em que os jovens têm como objetivo o ganho de massa muscular, o aumento de performance e a melhora do desempenho competitivo, e começam a suplementação sem a ajuda de um profissional, recorrendo à opinião de amigos, treinadores e informações da internet. A indicação e o tratamento devem ser feitos por nutricionistas, pediatras e/ou endocrinologistas – sem essa orientação, os efeitos podem ser contrários e trazer riscos à saúde.

Na fase adulta

Para os adultos, os suplementos são utilizados tanto para complementar uma alimentação deficiente em vitaminas ou para aumentar o nível de carboidratos e proteínas, melhorando a performance e resultados dos exercícios físicos. Também podem ajudar a regularizar o sistema hormonal das mulheres durante a menopausa.

Na terceira idade

Por conta da diminuição da ingestão e absorção de nutrientes necessários, o consumo de suplementos por idosos pode evitar a perda de massa muscular, aumentar a imunidade e contribuir na nutrição para os exercícios físicos, melhorando a disposição e qualidade de vida.

Os tipos de suplementos alimentares

Existem cinco tipos de suplementação: a alimentar hipercalórica (para ganho de peso); a alimentar protéica (para o ganho de massa muscular); a termogênica (para emagrecer); a alimentar antioxidante (contra o envelhecimento) e a alimentar hormonal (para regular o sistema hormonal).

Vale lembrar que os suplementos não substituem os alimentos. Manter uma alimentação saudável sempre será a principal maneira de extrair energia e nutrientes; a suplementação funciona apenas como uma ajuda extra quando necessária.

Consulte seu médico antes de iniciar o uso de qualquer suplementação. Só ele poderá informar o tipo e dosagem correta para o seu organismo.

Sobre a autora

Patrícia Andrades

Patrícia Andrades

Olá, meu nome é Patrícia Andrades, adoro moda e trabalho em uma empresa como administradora. Nas horas vagas, gosto de escrever no meu blog!

Sempre tive muita dificuldade em perder peso desde criança. Quando aos 27, decidi dar a volta por cima e começar minha transformação. Hoje eu ajudo centenas de milhares de mulheres a atingirem mais qualidade de vida!

Deixe um comentário